terça-feira, 5 de outubro de 2010

Dia litúrgico de São Benedito: 05 de outubro

Hoje é um dia muito especial para a Igreja e para o povo devoto de Bragança. Embora sem pompas e sem tanta memória em honra à figura de nosso padroeiro mais popular, hoje se comemora o Dia de São Benedito, um dos santos mais queridos e de enorme devoção popular no Brasil a fora.
Inicialmente cultuado por escravos negros na segunda metade do século XVIII antes mesmo de ser canonizado (fato que só ocorreu em 1807), por sua cor, por ser de origem africana (Benedito era filho de escravos etíopes) e negro, passou a ser venerado como um símbolo de da humildade, da pobreza, da sabedoria e da busca pela liberdade.
Este fato também lhe valeu o apelido que tinha em vida, chamado de “o Mouro”. Este adjetivo italiano era utilizado para todos aqueles que tinham tez escura e não somente aos que vinham do Oriente. Entre nós São Benedito é chamado de “o Santo Negro”.
No Brasil, a identificação com São Benedito é tamanha que em sua comemoração existe uma data específica e única. Em todo o mundo católico a festa litúrgica de São Benedito é lembrada no dia 04 de abril (data de sua morte em 1589), mas aqui é celebrada desde 1983, no dia 05 de outubro, por uma especial deferência canônica concedida à CNBB. Benedito Manasseri nasceu em 1526, na pequena aldeia de São Fratello, em Messina, região da Sicília, sul da Itália. Era filho de africanos escravos vendidos na ilha. O seu pai Cristóvão herdou o nome do seu patrão e se casou com sua mãe, Diana Lancari.
São Benedito foi canonizado pelo papa Pio VII em 1807. Seu culto já havia se espalhado em vários cantos do mundo. Em 1652 já era padroeiro de Palermo. E mais tarde, aclamado como o santo padroeiro de toda a população afroamericana e especialmente pelos cozinheiros e empregados domésticos. Na Igreja de Santa Maria de Jesus, se guarda até hoje uma relíquia de valor incalculável: o corpo de São Benedito ainda milagrosamente em condições de incorruptibilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário