sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Parabéns, Instituto Santa Teresinha: 74 anos.

 Dados históricos do Institto Santa Teresinha, em Bragança.
http://profdariobenedito.blogspot.com.br/2011/11/instituto-santa-teresinha-73-anos.html

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Processo Seletivo Simplificado para Docente Substituto da área de História Moderna e Contemporânea - Faculdade de História (UFPA Bragança) - 01 (uma) vaga

EDITAL N.º 201/2012, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2012
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

O Vice-Reitor da Universidade Federal do Pará, no uso de suas atribuições legais e na forma do que dispõe a Lei 8.745/93 com as modificações introduzidas pela Lei n.º 12.425/2011, o Decreto 7.585/2011, o Decreto 6.944 de 21 de agosto de 2009 e Resolução n.º 4.198/2011-CONSEPE, torna pública a abertura de inscrição aos Processos Seletivos Simplificados para preenchimento de vagas de Professor Substituto e Temporário, para o Ensino Superior, em regime de trabalho de 40 horas semanais, de acordo com as seguintes informações:

Unidade Acadêmica
Temas
N.º de vagas
Período de inscrição
Requisitos para Inscrição
Campus de Bragança, Faculdade de História
História Moderna e História Contemporânea
01
22.11 a 03.12.2012
Graduados (Bacharéis e Licenciados) em História; Graduados (Bacharéis e Licenciados) em História com pós-graduação Lato ou Stricto Sensu.
 
1.     DAS INSCRIÇÕES:
1.1.  As inscrições serão realizadas nas Unidades para onde se destinam os Processos Seletivos Simplificados, mediante preenchimento da ficha de inscrição pelo candidato ou por seu procurador legalmente constituído, que deverá apresentar procuração no ato da inscrição.
1.2.  As inscrições serão recebidas ainda, por meio da Empresa Brasileira de Correios, pelo serviço de postagem rápida – SEDEX, encaminhada para o endereço de cada Unidade responsável pela seleção, com data de postagem até o último dia de inscrição.
1.2.1. Em virtude da urgência do processo, as Unidades aguardarão as inscrições via Correio pelo prazo de até 3 (três) dias úteis, contados a partir do dia seguinte ao final das inscrições.
1.2.2. As inscrições serão homologadas, após análise dos documentos apresentados, com posterior divulgação pela Faculdade.
1.3. Não haverá pagamento da taxa de inscrição.
1.4. Os endereços das unidades são:
Campus de Bragança - História Moderna e História Contemporânea – Faculdade de História Campus de Bragança, Alameda Leandro Ribeiro, s/n Bairro Aldeia Bragança –Pará CEP: 68600-000.

2. DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO: Apresentar cópia autenticada ou cópia e original (para conferência) dos seguintes documentos:
- Requerimento de inscrição devidamente preenchido e assinado (modelo em anexo);
- Carteira oficial de identidade;
- Título de Eleitor, com comprovante da última votação;
- Comprovante de quitação com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino;
- Comprovante de inscrição no cadastro individual de contribuinte do Ministério da Fazenda (CPF);
- Diploma de graduação e/ou pós-graduação, conforme requisito exigido para seleção. Os certificados e diplomas deverão ter sido obtidos em cursos reconhecidos pelo MEC e devidamente reconhecidos e/ou revalidados quando expedidos por instituição estrangeira. Na falta dos diplomas e ou certificados, os candidatos poderão apresentar Declaração atualizada de conclusão do curso, com a indicação que o candidato faz jus ao título e que está aguardando a emissão do diploma ou certificado, acompanhado de histórico escolar;
- Histórico Escolar (Graduação e Pós-Graduação);
- Curriculum Vitae na Plataforma Lattes em 03 (três) vias, discriminando a experiência acadêmica, didática, científica, cultural e profissional, sendo apenas uma via deste acompanhada das comprovações.

3. SELEÇÃO: A Seleção será realizada de acordo com o Plano de Concurso de cada disciplina, e constará de:
Julgamento de Títulos, Provas Escrita e Didática para os temas: Jornalismo Digital e Novas Mídias; para Teorias Políticas Clássicas I e II. Políticas e Relações internacionais e disciplinas afins e para Sedimentologia e Estratigrafia.
Prova Escrita e Didática para os temas: História Geral; para História Moderna e Contemporânea.

3.1 A Prova Escrita
A Prova Escrita versará sobre item sorteado de uma lista contida no Plano de Concurso, de no mínimo dez e máximo de quinze itens relacionados aos temas referidos no Edital do PSS e terá a duração máxima de quatro horas para sua execução.
A avaliação da Prova Escrita observará os critérios abaixo discriminados, sendo que a valoração a ser conferida a cada um deles ficará a cargo da Unidade, conforme a resolução interna que trata da valoração das provas e Julgamento de Títulos:
a) apresentação: introdução, desenvolvimento e conclusão;
b) conteúdo e desenvolvimento do tema: organização, coerência, clareza de idéias, extensão, atualização e profundidade;
c) linguagem: uso adequado da terminologia técnica, propriedade, clareza, precisão e correção gramatical.

3.2 A Prova Didática
A Prova Didática destina-se à avaliação do desempenho didático-pedagógico do candidato, devendo ser observados a clareza, a organização e o planejamento da aula; a extensão, atualização e profundidade de seus conhecimentos, cuja ponderação de cada critério consta na resolução interna de cada Unidade que trata da valoração de provas e julgamento de títulos.

3.3 Do Julgamento de Títulos
O Julgamento de Títulos será realizado por meio do exame do Curriculum Vitae e, quando do seu julgamento e avaliação, a Comissão examinadora considerará e pontuará, desde que devidamente comprovados, os seguintes grupos de Atividades:
I – Grupo I – Formação Acadêmica;
II – Grupo II – Produção Científica, Artística, Técnica e Cultural;
III – Grupo III – Atividades Didáticas;
IV – Grupo IV – Atividades Técnico-Profissionais.
Para efeito de adequação às especificidades, que deverão estabelecer as atividades e pontuações a serem consideradas em cada Grupo de Atividades, com seus respectivos pesos, as Unidades utilizarão o estabelecido em Resolução da Congregação ou Conselho da Unidade, definido para concursos de professores efetivos, conforme prevê a Resolução do CONSEPE que trata dos Concursos para professores efetivos da UFPA.
3.3.1. Será obrigatório e de responsabilidade da Unidade, fornecer aos candidatos as informações necessárias relacionadas ao Processo Seletivo Simplificado, tais como: programa das provas, critérios de avaliação, dia, horário e local de realização dos mesmos.

4- DOS RESULTADOS
Os examinadores deverão atribuir uma pontuação de zero a dez para o exame das Provas e Julgamento de Títulos (se houver).
As Provas Escrita e Didática terão caráter eliminatório, sendo reprovado do concurso o candidato que obtiver pontuação inferior a 7 (sete) em uma delas.
A pontuação do candidato em cada prova será a média aritmética simples dos pontos a ele atribuídos por cada um dos examinadores, considerada uma casa decimal.
Quando houver Julgamento de Títulos, será considerado aprovado no Processo Seletivo Simplificado o candidato que obtiver nota final igual ou superior a 5 (cinco) como média aritmética simples das pontuações das Provas e julgamento de Títulos.

5. CONTRATAÇÕES: Os contratos serão regidos pela Lei 8.745/93 com alterações da Medida Provisória nº. 525, de 14/02/2011 e Portarias MEC nº 1.481/2011 e nº 3/2012.
5.1 Os candidatos que já foram contratados através da Lei 8.745/93, poderão ser novamente contratados desde que já tenham decorrido 24 (vinte e quatro) meses do encerramento do contrato anterior.

6. REMUNERAÇÃO:
6.1. A remuneração do pessoal contratado deve observar com parâmetro os vencimentos correspondentes ao padrão inicial da classe em que esteja sendo feita a substituição do ocupante do cargo efetivo e de acordo com a titulação exigida no Edital para cada processo seletivo.

Classe -
Nível I
Titulação
Carga
Horária
Vencimento básico
Adjunto
Doutor
40 horas
R$ 4.300,00
Assistente
Mestre
40 horas
R$ 3.016,52
Auxiliar
Especialista
40 horas
R$ 2.265,78
Auxiliar
Graduado
40 horas
R$ 2.130,33
 
7. DISPOSIÇÕES GERAIS:
7.1. Caso não haja candidatos inscritos, o prazo de inscrição ficará automaticamente prorrogado por igual período.
7.2. O resultado final de cada seleção será publicado no Diário Oficial da União, obedecida a classificação em conformidade com o que dispõe o Decreto nº 6.944/2009 e anexo II.
7.3. Os candidatos aprovados, que excederem ao número de vagas atualmente existentes no Edital para cada disciplina, poderão ser contratados até o prazo de vigência deste Edital em função da disponibilidade de vagas futuras.
7.4. O prazo de validade dos Processos Seletivos será de 01 (um) ano a contar da data de sua homologação no D.O.U.
7.5 O processo Seletivo seguirá as orientações da Resolução 4.198/2011 do CONSEPE.
7.6 Este Edital estará disponível na página Eletrônica www.progep.ufpa.br.

EDSON ORTIZ DE MATOS
Pró-Reitor de Administração, no exercício da Reitoria
Publicado no Diário Oficial de 20.11.2012,seção 3.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Saudades de Roberto Cézar de Sousa Fernandes, o Betão (*23.11.1978, +12.11.2012) in memoriam


E hoje, minhas orações e da minha família, pela partida tão repentina do jovem atleta Roberto Cézar de Sousa Fernandes, conhecido popularmente por Betão (*23.11.1978, +12.11.2012). Betão era o 2º filho do casal José de Nazaré Gonçalves Fernandes (o Canhoto, um grande atleta) e Vera Lúcia de Sousa Fernandes, nascido numa família de bons jogadores de Futebol de Salão.
Sempre disse a ele pessoalmente do meu orgulho em vê-lo jogar, da minha torcida pelas suas vitórias e desafios, apesar de qualquer coisa. Sempre que o encontrava em minha casa, pois nos visitava constantemente, o incentivava a vencer todos os seus desafios. E não esquecerei seu rosto às vezes tímido, às vezes apreensivo, mas sempre firme, mesmo com tantos problemas que passou.
Hoje elevo um pensamento a Deus, por ele, para o alívio do sofrimento de sua família (pais, irmãos, tios e avós), de seus 08 filhos, em especial Sávio Roberto - que era afilhado de meu tio Domingos Sávio, o Sapeta (in memoriam) e de todos os amigos (desportistas ou não) que apreciaram seu talento com a bola.


Bragança perdeu um grande jogador e todos nós sentiremos saudades de seus dribles magistrais, de sua alegria nos muitos "gols", de sua satisfação em exercer esse dom e de todas as coisas boas que ele pôde realizar.
Um abraço com votos de consolo e solidariedade. Descanse em paz! Nada mais irá lhe causar sofrimento. Só a nossa saudade que nos fará sempre lembrar de você.
De coração,
Prof. Dário Benedito Rodrigues e Família
Socorro Rodrigues, Danilo Augusto e Jocelino Filho
Fotos: Acervo JETEC (2009).

Homenagem a Álvaro Luiz Teixeira de Araújo (1945-2012), em texto da Prof.ª Amarílis Tupiassu (em O Liberal, 11.11.2012)


Uma linda homenagem ao Prof. Álvaro Luiz Teixeira de Araújo (1945-2012), in memoriam, em texto da Prof.ª Amarílis Tupiassu, publicado em O Liberal, edição de 11.11.2012, Caderno Mulher, página 02, que fiz questão de compartilhar.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

O cartaz do Círio de Nazaré de Bragança 2012

Quem é quem no Cartaz do Círio de Nazaré 2012 de Bragança?

O cartaz do Círio de Nazaré de Bragança foi bastante elogiado pela arte e design produzido pelo fotógrafo e jornalista Márcio Borges Rêgo, auxiliado pela Sra. Maria do Socorro Costa e pela Srta. Benedita Corrêa que produziram uma pesquisa minuciosa e o recolhimento de fotos para homenagear várias personalidades e figuras da sociedade bragantina que de alguma forma participaram da realização do Círio bragantino.
O tema geral da edição 2012 do Círio de Bragança é “Maria e os bragantinos, rumos aos 400 anos” com o acréscimo de mais uma frase retirada do Hino de Bragança, numa homenagem à cidade e seu povo, neste ano “Em suas almas venturosas, desliza o bálsamo da fé. O resultado da arte produzida com esmero para o cartaz reuniu 85 pessoas falecidas, dentre tantos grupos sociais, com atenção a católicos participantes da vida paroquial da Catedral de Nossa Senhora do Rosário, religiosos, fieis e incentivadores das festas religiosas em geral, antigos membros das diretorias antigas do Círio de Nazaré, políticos, professoras e cidadãos bragantinos.
Evidentemente, nesse grupo faltam tantos outros importantes participantes das festas católicas e da vida paroquial, que sentimos falta, porém, quem figura no cartaz demonstra bem, em amplos aspectos, a tradição católica da cidade de Bragança e dessa festa mariana que congrega milhares de devotos.
Para o simples conhecimento e registro de todos os que estão no Cartaz do Círio de Nazaré em Bragança, identificamos as 5 filas de 17 pessoas cada, a partir da esquerda para a direita, em ordem de 1 a 17.
Amplie a foto abaixo ou descarregue-a (por download) em seu computador e passe a identificar e reconhecer os nomes de cada um.

Foto: Cartaz do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, Bragança (2012)
Autor: Márcio Borges Rêgo. Fonte: Paróquia de Nossa Senhora do Rosário

1ª fila, da esquerda pra direita:
1.      Carlos Morais
2.      Mário Célio Castanho
3.      Odaléia Melo Batista
4.      Oswaldo Batista
5.      Arsênio Pinheiro
6.      Raimunda de Jerusalém Pinheiro
7.      Antônio Antunes da Silva
8.      Tiago das Neves Pereira (primeiro Guarda de Nazaré)
9.      Antônio da Silva Pereira
10.   Raimundo Nonato da Silva Filho (Rei Nonato)
11.   Tereza Soares Ribeiro
12.   José Elias Sobrinho
13.   Carmen Cinira Turiel da Silva
14.   Alzira Siqueira Morais
15.   Rosilda Cardoso da Silva
16.   Jocelino Nonato da Silva
17.   Benedita Ferreira (Dona Beni Ferreira)

2ª fila, da esquerda para a direita:
1.      Marcelo Oleto Júnior
2.      José Medeiros Vieira
3.      Aluízio Brito Maia
4.      Iolanda Maria da Conceição
5.      Sinhá Ferreira
6.      Álvaro Augusto Castanho
7.      Dora Schwartz
8.      José Amorim
9.      Augusto Soares
10.   Theodomira Raimunda da Silva Lima
11.   Maria Ivete Medeiros Rosa
12.   José Ribamar Rosa
13.   Maria Risuenho Quadros
14.   Marcos Quadros
15.   Maria da Silveira Sousa (Dona Marita)
16.   João Paes Ramos
17.   Iracema Ribeiro Silva

3ª fila, da esquerda para a direita:
1.      Oswaldo Gardunho
2.      Maria de Nazaré Alcântara
3.      Youssef Abdul Massih
4.      Lígia de Medeiros Vieira
5.      Edu Nonato da Silva
6.      Maria Padilha Ribeiro
7.      Rachel Florinda Braun
8.      Padre Vitaliano Maria Vari
9.      Maria de Lourdes Lhamas
10.   Cecília Brito Lobão
11.   Joaquim Pereira Bragança
12.   Maria Aurora Castanho
13.   Rafael Maciel da Silveira
14.   Carmem Dilce Assunção
15.   Simão Assad Tuma
16.   Arsênio Pinheiro
17.   Maria Izabel Lhamas Castanho

4ª fila, da esquerda para a direita:
1.      Henrique Lélis
2.      Moises Issac Abdon Braun
3.      Cristiniano Terras da Silva
4.      Ricardo Vieira Massih
5.      José Maria Machado Cardoso
6.      José Alves Cavalcante
7.      Maria Abdon Braun
8.      Irmã da Sra. Maria Rassy
9.      Bibiano Cardoso da Silva
10.   Iracinha Ferreira Risuenho
11.   Dulcelina Salgado
12.   Sebastiana Leite
13.   Abelina da Conceição Castanho
14.   Maria Martins
15.   Manoel Paes Rodrigues
16.   Maria de Lourdes (Mirita) Scerni
17.   Victor Hugo Nascimento Oliveira

5ª fila, da esquerda para a direita:
1.      Ruth Nobre Bragança
2.      Antônio Pereira Barros
3.      Cezarina Medeiros
4.      Maria Ester Nonato Aranha
5.      Pe. Luiz Maria Gonzaga Freire de Almeida
6.      D. Miguel Maria Giambelli
7.      Pe. Aldo Boschetti
8.      Pe. Mário Rodrigues
9.      Maria Dolores Castanho
10.   D. Eliseu Maria Coroli
11.   Regina Silveira Sousa
12.   Odilon Bastos Rotterdam
13.   Rosália Garcia
14.   Gertrudes Castanho
15.   Helena Maciel da Silva
16.   Carmen Teixeira
17.   Odilardo Raimundo Rotterdam