domingo, 29 de maio de 2011

Algumas notícias de Bragança, por Danilo Augusto

Caso Pethrus

O juiz de Bragança Roberto Valois recebeu uma notificação do Superior Tribunal de Justiça mantendo a decisão de pronúncia do julgamento que nega por unanimidade o último habeas corpus impetrado pelos advogados do ex-oficial de justiça Antônio Sérgio Barata da Silva, acusado de assassinar o garoto Pethrus Maia Orosco que tinha apenas quatro anos de idade. No dia 19 de abril deste ano completaram três anos da morte do menino. A justiça do município aguarda a devolução do processo à comarca para marcar o julgamento do réu que deverá ocorrer ainda este ano em Bragança. Antônio Sérgio Barata que continua preso no Centro de Recuperação do Coqueiro insiste em sua inocência, mesmo sendo reincidente. Segundo a apuração da polícia, o acusado seqüestrou e assassinou a vítima. O corpo do garoto foi jogado num lago da Vila de Bacuriteua, há 7 km do centro de Bragança. Sérgio Barata, o principal acusado já responde por outro homicídio, ocorrido em Rondon do Pará em 1996, quando a vítima foi estuprada.

Júri

O ex-oficial de justiça, que perdeu o cargo após ser indiciado pela polícia em Rondon do Pará, nega ser reincidente do crime de mesma natureza em Bragança. Sérgio Barata chegou a impetrar 11 habeas corpus para responder ao processo em liberdade, mas as argumentações não convenceram as autoridades do Judiciário que analisaram os documentos. A Comarca de Bragança está tomando todas as providências para o julgamento que promete ser o acontecimento jurídico do ano no município. A coluna apurou que haverá reforço de policiamento para as sessões do júri. Por determinação do juiz Roberto Valois toda a área no entorno do Fórum será totalmente isolada. O tio da vítima Leonardo Maia informou que a família está confiante no trabalho da justiça. À época houve uma série de manifestações no município que exigiram a punição do acusado e também foi fundado o Comitê Pethrus, composto por um grupo de pessoas empenhadas em acompanhar o caso de perto. Como o processo não foi desaforado para a comarca da capital haverá júri popular em Bragança.

Saberes da Terra

O Projovem Campo Saberes da Terra continua desenvolvendo ações relacionadas à Agricultura Familiar no município de Bragança. Em prosseguimento ao percurso formativo dos alunos matriculados no programa foi ministrada aula sobre o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) pelo agrônomo Jardel Queiroz vinculado à Emater-PA. Na ocasião os alunos e alunas puderam conhecer as diversas linhas de crédito fornecidas pelo PRONAF e como usufruir desse tipo de recurso. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) financia projetos individuais ou coletivos, que gerem renda aos agricultores familiares e assentados da reforma agrária. O programa possui as mais baixas taxas de juros dos financiamentos rurais, além das menores taxas de inadimplência entre os sistemas de crédito do País. O acesso ao PRONAF inicia-se na discussão da família sobre a necessidade do crédito, seja ele para o custeio da safra ou atividade agroindustrial, seja para o investimento em máquinas, equipamentos ou infraestrutura de produção e serviços agropecuários ou não agropecuários. A aula destacou a importância do programa para o desenvolvimento da Agricultura Familiar.

Tiros A violência continua assustando os moradores de Bragança. Dois homens armados com revólveres em uma motocicleta abordaram um pedestre na Rua Trilho, no bairro do Taíra, periferia do município. Um dos criminosos efetuou dois disparos que atingiram o ombro e um dos braços da vítima que conseguiu voltar para a sua casa. De acordo com populares o caso pode estar relacionado a um suposto acerto de contas entre traficantes da área. A polícia militar foi acionada e tentou interceptar os criminosos, mas não teve sucesso. O homem baleado foi conduzido a um hospital local por homens do Corpo de Bombeiros, passou por cirurgia e foi liberado. O caso foi registrado na delegacia de polícia.

Violência Sexual

Repercutiu em Bragança no início da semana um caso que envolve uma adolescente de 17 anos, que possui uma deficiência física. Ela foi levada às pressas a UTI de um Hospital local depois de perder o bebê que esperava. De acordo com as primeiras informações prestadas à coluna por uma fonte ligada ao Hospital, a adolescente que reside na Vila de Aparecida 1ª Travessa do Montenegro, teve várias complicações durante o período de gravidez. Populares afirmam que a garota sofreu um estupro e com isso engravidou, mas seus familiares por razão ainda não esclarecida não denunciaram o caso às autoridades bragantinas. Até agora o autor da violência sexual não foi identificado e o caso passou a ser investigado pelas autoridades policiais do município e acompanhado por membros do Conselho Tutelar local.

Meio Ambiente

O Seminário Bragança e Meio Ambiente 2011 vai acontecer no dia 3 de junho no Espaço WT de Eventos no bairro do Alegre sob a coordenação da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário com a participação de várias instituições parceiras. O evento abrirá a Semana do Meio Ambiente em Bragança e poderá fazer parte do calendário de eventos relacionados ao Meio Ambiente nas instituições educacionais, e tem por finalidade sensibilizar profissionais de vários setores e estudantes para desenvolver ações efetivas. A coordenação utilizou o texto-base da Campanha da Fraternidade deste ano para a fundamentação teórica do projeto e decidiu convidar autoridades, membros do Judiciário, ambientalistas, educadores, profissionais liberais, representantes de entidades e associações e estudantes para discutir o Meio Ambiente no município. Escolas públicas vão expor seus projetos voltados à preservação ambiental. Também estão previstos painéis e mesas redondas com a participação de docentes da Universidade Federal do Pará e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará que irão debater sobre as práticas para a melhoria do meio-ambiente e da qualidade de vida dos bragantinos.

Jornada Pedagógica

Educação com Qualidade: Revendo Práticas e Integrando Saberes. Esse é o tema da Jornada Pedagógica da 1ª Unidade Regional de Educação que teve início nesta quarta-feira (25) em Bragança. A abertura do evento ocorreu no Auditório do Instituto Santa Teresinha, no centro do município e contou com a participação de um número significativa de educadores da Rede Estadual de Ensino. Segundo a 1ª URE a Jornada Pedagógica tem por objetivos promover a troca de experiências entre servidores, valorizando a atuação dos profissionais da educação e ainda discutir as ações pedagógicas das escolas. Inicialmente ocorreu o credenciamento dos participantes nas dependências do IST. Logo em seguida houve Mesa Redonda sobre o Ensino Étnico-Racial (Lei n° 10.639/03) e a respeito das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC’s). A programação aponta para o período da tarde na Escola Estadual Bolívar Bordallo voltada para profissionais que atuam em turmas do Ensino Fundamental I, Educação de Jovens e Adultos (EJA) 1ª e 2ª etapas e Coordenação Pedagógica. Na sequencia, Oficina: Avaliação e Parecer Final para professores do Ensino Fundamental II, EJA 3ª e 4ª etapas, Ensino Médio, Coordenação Pedagógica e Diretores de Escolas. Já a oficina sobre a Educação Inclusiva promete é outro destaque da programação. Para serventes e merendeiros, novas informações sobre Higienização e Manipulação de Alimentos. No dia 26 a Jornada Pedagógica terá andamento nas Escolas Bolívar Bordallo, Rio Caeté e Instituto Santa Terezinha. Por: Danilo Augusto – Radialista e Educador

Publicado em: 24/05/2011 às 19:37:46, no Portal Bragantino

Fonte: http://www.portalbragantino.com.br/index2.php?pg=colunaC&id=2346

Nenhum comentário:

Postar um comentário